17 de out de 2008

Eu e ela, ela e eu!


Gente minha irmãzinha, aquela que é a minha melhor amiga nessa vida, me escreveu um e-mail lindinho que me pôs a chorar até agora, e que com certeza vai fazer eu chegar atrasada na escola dos meninos, e o título era assim:
COMO NÃO TENHO BLOG, VAI POR E-MAIL‏
Quando eu era menina moça, amava uma calça que ela tinha e as vezes eu usava escondida, claro que não ficava tão linda como ficava nela, mas quando eu me olhava tinha certeza que era a bunda dela que eu via. Isso nos rendia ótimas brigas hehehe. Vou colocar o e-mail aqui e depois conto pra ela...

"OI, SOU EU FABI, IRMÃ DA SONIA, OU MELHOR, (E MELHOR DE TODO MUNDO!) SOU IRMÃ DA “GI”.

Faz algum tempo que leio o blog da minha irmã, acho lindo, comovente e muito verdadeiro, tudo que ela fala é ela mesmo, sem falsidades e sem invencionices.
Essa é a Gi, pura e verdadeira!
Sei bem porque quase tudo que ela fala eu vivi com ela, ou pelo menos eu assisti de camarote na primeira fila.
Eu não tenho blog, admiro quem tem, mas no momento tenho guardado meus pensamentos só pra mim.
Tenho me dedicado a ser mãe da Julia (ela tem 12 anos e quase minha altura) que é um amor, e uma grande surpresa na minha vida. Costumo dizer que ela não é minha amiga, mas sim minha filha, e é assim que prefiro trata-la, porque amizades se afastam, se acabam, se desmancham, mãe não! É pra toda vida. Nós somos grandes companheiras, viajando nessa experiência maluca de ser mãe e filha, talvez em algum tempo nós já tenhamos sido filha e mãe (trocado os papeis), talvez por isso mesmo seja tão especial e tão fácil conviver com a minha pequininha.
Também tenho estado ocupada (ocupadíssima por sinal) em ser mãe do João Víctor que ainda se desenvolve e cresce dentro de mim (hoje estou na “quase” 27ª semana de gestação), tenho uma paixão inexplicável por este garotinho que ainda nem conheço, mas há tempos que penso nele como “meu pretinho” (sei lá por quê???).
Já fui mais paciente, também já fui mais nervosa, ansiosa e depressiva. Hoje vivo na calmaria dos quase 38 anos, pouca coisa me assusta, embora tenha o pensamento constante de que nada é para sempre (amor, filhos, família, dinheiro, saúde...) acho que por isso mesmo, vivo tranqüila, aproveito cada dia, porque sem dúvida nenhuma ele é único, amanhã tudo será diferente.
Cada vez que estou “com o sangue fervendo”, e é bem essa a descrição para o que sinto, e isso acontece assim sem mais nem menos, sem data marcada ou motivo, lembro do Renato Russo:

“É preciso amar as pessoas como se
Não houvesse amanhã...”

Quando penso nesse verso, imagino minha vida sem as pessoas que amo, sem aquelas com a qual convivo sempre, me dói tanto que o sangue pára de ferver, é um remédio amargo e instantâneo, de repente a bagunça na casa, as picuinhas, e as besteiras que se formam na nossa cabeça (não sei de onde a gente arranja tanta imaginação, tem coisa que nem aconteceu e só de pensar que elas poderiam acontecer já irritam a gente) tudo isso perde sentido, talvez seja isso que as pessoas gostam de chamar de maturidade, quando coisinhas pequenas deixam de fazer sentido e tudo que é importante ocupa o lugar mais nobre dentro da gente.
No casamento já tive mais baixos que alto, eu e meu marido, João, concordamos que se parar bem pra pensar dá empate, em 14 anos dá pra tirar 7 de calmaria, com bons momentos de paixão e companheirismo, em compensação os outros 7 não foram fáceis não!!! E olha que sempre fui pé no chão, nunca achei que casamento era um mar de rosas, tampouco quis mudar meu marido, claro que muitas vezes quis que as coisas fossem diferentes, muitas vezes senti falta do romance, em outras reclamei que era sexo demais (vou escrever isso porque toda mulher pensa assim, é a reclamação nº. 1 da maioria das casadas).
Hoje sou feliz como vivo, até acho meu casamento bem bacana, na verdade acho-o tão normal quanto qualquer outro. O João também mudou muito, acho ainda que falte um pouquinho mais de calmaria na vida dele, pois ele vive preocupado com finanças, vive com a cabeça a mil por hora, ainda tem aquele defeitinho básico de quase não escutar o que eu falo (na verdade nem sempre quero falar o que eu to pensando, porque às vezes tenho a sensação que estou jogando um balde de água fria nos planos dele, mas eu levo a sério meu lado companheira, acho sim que tenho que fazer ele parar pra pensar antes de se meter numa fria).
Tenho que confessar que ele é o grande amor (mas amor mesmo, amor à primeira vista) da minha vida, sempre será, mesmo quando ele não quiser mais isso, porque ao mesmo tempo em que amo minha razão toma conta de mim, não deixa que isso se torne o centro da minha existência, meu lema é “que seja eterno enquanto dure”, então que seja assim, me entrego ao amor, sou extremamente fiel, sou companheira e muito compreensiva, mas se tiver que acabar um dia, então que seja (porque nada dura pra sempre, lembra? Escrevi lá no começo), vai doer, vou chorar, quem sabe me arrepender, mas sei que acima de tudo vou sobreviver!!
To escrevendo tudo isso porque sei que minha irmã fala de mim, fico pra lá de impressionada e comovida, mas queria mostrar pra todas suas amigas que sou tão normal quanto qualquer uma, que tenho dias felizes e outros nem tanto.
Queria também dizer que conheço a história de algumas, que torço muito por vocês e que vocês fazem parte da minha vida, e tudo isso através da minha irmã.
Deus me deu o privilégio de ter a Sonia – GI como irmã e que embora hoje nós sejamos muito parecidas, um dia fomos muito diferentes, brigamos bastante, dividimos sempre o mesmo quarto, emprestávamos roupas uma da outra, trocávamos confidências.
Não dá pra dizer que tudo que foi importante passamos juntos, mas com certeza a gente tava bem próxima uma da outra, mesmo que fosse em pensamento.
Amo minha irmã, e só de pensar nela meu coração bate mais forte, sei que nunca vou estar sozinha, porque tenho a Gi sempre por perto.

Beijos, Fabi."

15 comentários:

Ana Paula disse...

Ohhhhhh, meu Jesus!!!!
E como não se emocionar com uma declaração de amor tão sincera!!!
Sei bem o que sentem...
A Fabi é sensacional, em poucas palavras conseguiu resumir a vida dela desde a juventude, parece que deu para ver cena por cena... muito enraçada esta tal imaginação!!!
Amo vcs minhas cunhadas,e peço a Deus em todas as minhas orações para que Ele proteja e conserve vcs sempre ao meu lado!!!
Beijinhos...

SGi/Sonia disse...

CUNHADA FAVORITA: assim não vale, tô chorando de novo... Aff aja alegria!

Marsyah disse...

Que coisa mais linda!!
Deus abençõe a familia e as amizades!!
Duas irmãs que se tratam e se definem tão bem e simplesmente emociontante.

Bjux pras Duas!
E Deus abençõe a Júlia, o Jõao Vitor, o Pedro e o Caio, seus presentes divinos!

Sabrina a mil pelo Brasil!! disse...

Cadê o café??????
Eu vim só pelo café!!
Minina, não tenho tempo de ler o post. Tô na correria prá entregar uns trabalhos prá Faculdade!!
Nem consigo respirar!!
Amanhã a coisa acalma um pouco, aí eu volto!
Bjus, só um pouquinho de saudade também...hehehe

SGi/Sonia disse...

MARCINHA: viu se não é de ser louca por ela??? Me faz um negócio desse sem avisar...

SABRINA: bem feito, não tinha café... heheheh.
Na correria? Foi o que pensei ou era isso ou era a "acadimia" tomando o seu tempo.

Biana França disse...

Sôninha sua irmã é linda demais! E esse amor tão gostoso???
E ela é uma Fabi que ama um João, como eu, rsrsrs.
Bjus nas duas, e que Deus abençoe sempre a família de vcs.

Nina disse...

Gente do céu! ahh Fabi, faz isso comigo,com a gente nao! pow, vim aqui assim, de repente, nem pensava em parar porque tenho que ir tomar o café tbm, nao aí e nem com a sabrina (rsrs) mas aqui mesmo, porque o marido chamou e po,caramba, parei, li, a musica tocando, eu dando play de novo, lendo essa preciosidade sua...

nossa, emocionei! amor de irmao eu conheco bem, briga também, porrada por causa de roupa, vixi.. muitas. mas nisso tudo o amor está sempre presente.

mt lindo viu Fabi, lindo mesmo. a soninha ou Gi, é mesmo apaixonada pela familia, por vc. e a gente tbm agora :)

um beijo enorme, que seu Joao Victor venha com mt paz! e que corra tudo às mil maravilhas.

Pitanga Doce disse...

PITANGUEIRA CONVIDA! DOMINGO 19.

NÃO FALTES!!!!

sabrina ainda tô viva!!! disse...

Sôninhaaa!!
Que email mais lindoooo!!!
Nossa, me emocionei pacas!!!
Que sorte tua ter uma irmã dessas e que sorte a dela de ser tua irmã!
Fabi! Já gostamos de vc só por ser irmã da Soninha!!! E ser gente fina como ela!
Boa sorte com seu baby e na sua vida!
Sônia! Saudades de vc de montão!!
Bjus nas duas lindonas e ótimo domingo!!!

RoCosta disse...

Fico com dó da minha filha ser única... ter irmãos, apesar das brigas, é demais de bom.
Forte abraço sempre.

Chris disse...

Com uma irma dessa a gente sente que a vida e mais doce, mais gostosa! Como e bom ter irmaos!! Muita gente pergunta sobre se voce fosse rica o que faria, e digo que teria muitos filhos, como a angelia e o Brad. Eu teria os meus e adotaria tbm! Mas para isso dinehrio tbm e preciso! Enfim que post gosto e que email lindo! Acho que a internet e um meio que permitiu as pessoas trocarem mais afetos, amo isso da internet! Veja, uma coisa como essa e para ser guardada para sempre! Lindo de se ver e de se ler!!

Parabens por sua irma!!

beijossss

Carlinha disse...

Que coisa mais linda meu Deus! Que amor é esse Soninha? Que irmã maravilhosa que vc tem, hein? não é a toa que vc a ama tanto!
Queria ter uma irmã ou um irmão assim, pena que pra mim foi diferente,mas vc teve sorte, viu?
Parabéns pela união de vcs que é linda demais!
Fabi, volte sempre, viu? Adorei sua vida e a maneira como escreve...Deveria de fazer um blog tb, vc ia amar e a gente tb!

Bel disse...

Ai..aiai. É, só um suspiro pra poder dizer o que tão bem senti. Uma parceria afinada ao longo do tempo: uma sintonia. Que lindeza de "se dizer": de uma forma tão simples e tão assentada no tempo e no chão. O simples é sempre o mais difícil.Um prazer, Fabi!
Um beijo nas irmãs de alam.
Bel.

laura disse...

Aaaahh! Que bonitinho! Acho ótimo que a sua irmã tenha dado o parecer no blog, é tão diferente quando não é você que escreve aqui!
(isso foi um elogio! um elogio! @_@)

E a música que você colocou ai do lado tem tudo a ver também...tão calminha... ^^

Beijão pra você e a sua irmã! \o/

SGi/Sonia disse...

MENINAS: minha irmã é um encanto, a gente sempre se observou muito e a gente sempre conversou muito.
A música é toda pra ela, é a música que levanta o astral dela, que leva ela pro lugar feliz da cabeça dela:D
Obrigada pelos comentários em meu nome e em nome dela:)