30 de dez de 2008

Contando os Passos

2008 eu me encontrei.
Foi devagar, de pouco em pouco, cheirando flores e admirando suas cores.
Cresci.
Me vi jovem, com meus vinte e poucos anos, nos conflitos vividos pela Carlinha, entendendo um pouco cada frustração e alegria que vivi, vendo de um outro ângulo histórias que nunca entendi.
Encontrei na Marcinha, meu passado, meu presente e meu futuro, fico assustada com essas coincidências/sincronicidades que cercam as nossas vidas, com fatos tão parecidos, dores e amores tão fortes, e no meio disso tudo muitas alegrias.
A Nina eu conheço desde sempre, foi a primeira, e foi quem me apresentou grande partes das meninas aqui. É uma fada de verdade. Dela eu tenho a garra e a vontade de ser feliz. Fazemos várias viagens aos 80s. Sempre me emociona, sempre me diz o que estou precisando ouvir e fez um dos carinhos mais lindos, para meus meninos.
A Bel tem uma serenidade no olhar e nas palavras que me espantam, é o que eu gostaria de ter. Ela não tem medo de mergulhar na alma, vê as pessoas como se usasse um microscópio. Ela eu tenho certeza que já conhecia.
Carol, Laura e Monique são minhas perspectivas de futuro. Uma extremamente politizada e com uma visão clínica a respeito de tudo, afinal será uma grande psicológa, me fez voltar a escutar Beatles. A outra uma escritora, sonhadora e heroína de histórias em quandrinhos ou seria mais acertado dizer Mangá? A terceira uma critíca, com uma visão bem clara do mundo, escreve bem e quando a imagino me vejo, falando rápido e gesticulando muito. Já fui um pouco das três.
Tem também uma outra Carol, que vive no Mundo da Lua para observar melhor o que se passa aqui na terra é uma apaixonada e tem um ótimo gosto musical, sou eu num passado mais recente...
Duas Fernandas me tocaram, uma pela vontade de mudar e pelo lindo filho a quem ela conta histórias para dormir, é uma artista, tão linda que poderia ser também modelo. A outra chegou a pouco, mas veio intensa com amores, dores, perdas... Já fui um pouco das duas.
Conheci duas poetas da vida, uma mais experiente, a outra sua filha, são doces, vividas e cheia de amores, a Marisa tem a energia que já tive e a vontade que já senti de fazer diferença, e ela faz. Tânia é um doce, super bem atualizada, escreve com o coração, muitas vezes tornou minhas noites mais calmas, escrevendo o que eu não sabia dizer. Quero ser um pouco delas.
Ela tem uma das manias mais engraçadas que já ouvi, está cá e lá, nos manda notícias de moda, decoração e de sua vida, já fui antenada como a Chris e ela me lembrou o quanto eu gostava disso.
Renata, tem uma tranqüilidade na escrita que nunca tive, quando borboleteio pelo seu jardim, a conheço mais um pouco e penso que vou ser assim quando 'crescer'.
Garota Carioca Swing Sangue Bom, ela é a tia dos meninos e será também a tia da Mirella, é lutadora, sofre, se expõe e sorri como o sol, me inspira e sempre me faz feliz, como ela é. Chegou aqui Biana e agora é a Bi.
Temos um nome em comum em nossas vidas, Caio. Conheci a Ju grávida do Flávio Vinícius, e revivi os nove meses da espera do Pedro.
A Geisa possui um dos talentos que mais gostaria de ter, costurar, ela faz arte com tecido, linha e agulha, dá gosto de ver e vontade de ter cada uma de suas obras.
Quando venho aqui e desabafo e reclamo da correria do dia é ela que me diz as palavras mais sábias, sempre com bom humor e me dizendo que a tendência é só piorar, é uma árvore e atende pelo nome de fruta: Pitanga. Sua árvore sempre me dá sombra e descanso. É ela que vou ser.
A Flávia, levou uma rasteira medonha, tem dois meninos lindos, sofre mas sorri, têm um humor muito parecido com o meu. Está sempre recomençando, tomo as suas dores como minhas.
A Cris é uma princesa, linda e lôra. Quando penso nela, sinto cheiro de flores e vejo uma menina.
Hazel, é lá do outro lado do oceano. Tem uma simplicidade de viver a vida que eu admiro e almejo. Encontra tesouros porque os vê.
O único homem do meu jardim, o Sami, tem um gosto musical parecido com o meu, vê graça nisso e escreve a respeito. Me leva em viagens ao passado com muito humor. Será um excelente advogado porque vê e sente as pessoas.
A Amanda é minha sobrinha mais velha, meu primeiro contato direto com o amor verdadeiro, amor autruísta, porque nunca quis nada dela, a não ser sua própria felicidade.
E por último, Sabrina, minha irmã-alma-gêmea nas loucuras. Ela é uma menina muito centrada, escreve bonito e fala de amor, conta aventuras do dia-a-dia, mas quando resolve ser parecida comigo(ou eu com ela?) vai fundo. Nunca vi uma outra pessoa tão parecida nas bobeiras comigo do que ela, bobeira no bom sentido, de rir de si mesma, de não levar a sério o que tem pouca importância e as vezes até rindo do que tem importância.

Caso eu tenho esquecido de mencionar alguém que fez parte dessa caminhada, minhas desculpas, mas o passeio continua, 2009 tá logo ali depois da esquina e quem sabe dessa vez você me dá a mão?

29 de dez de 2008

Mini-férias!

7 dias de férias, Maridones nessa época do ano não consegue se dar mais do que isso, mas quer saber? Vale muito a pena porque minha mini-férias nunca me decepciona.
E foi assim que começou.Papai Noel com uma banda super animada de metais passeando pelo Centrinho dos InglesesPrimeiro Bom Dia Mar!Ursinho de areia com o Pedro.Piscina aquecida(?), com todas as crianças, quer dizer quase todas, faltou o Maridones e a Gabriela...Passeio de Barco, eu achando que iria fazer o maior programa de índio, me diverti as pampas.Ilha de AnhatomirimEu e Pedro na janela da Fortaleza, muuuuuito vento, mas olha só a cor do mar!Noite da Véspera de Natal, com um papai Noel muito medonho.Cedinho demais no Santinho.Vista da Lagoa.O Pedro quando viu as Dunas da Joaquina, soltou um belo: - Nooooooossa que castelo mais grande!Feliz Aniversário Papai!Dunas dos Ingleses. Voltando desse passeio, só eu e Pedro, encontramos com a Bel. A máquina dentro da bolsa e eu nem registrei o momento. O Pedro até esqueceu que estava procurando a escultura de uma mulher feita na areia...Último dia...Malas prontas.Nesse momento pintou uma indecisão(heheheh), fazer uma visitinha para a Sabrina ou voltar pra casa?A Ponte preferida dos meninos!

26 de dez de 2008

24 de dez de 2008

Sim. Já chegou o Natal!

Para todas minhas meninas e alguns meninos que me deram de presente:
paciência, textos hilários, comoventes, sinceros, emocionantes, fotos, viagens, amores, felicidades, tristezas e um pouco de raiva...

FELIZ NATAL!

Obrigada por colorir e perfumar a minha vida!

Beijins com felicidades sempre

19 de dez de 2008

Não, ainda não é Natal...

O Pedro, desde que comecei a enfeitar a casa me pergunta:
-Mamãe já é Natal?
Eu com a maior paciência do mundo respondia:
-Não filhinho ainda faltam 'tantos' dias...
Ontem vendo uma infinidade de papai-Noéis pra todo gosto, com suas lindas e brilhosas barbas falsas, me perguntou pela bilionésima vez esse ano:
-Mamãe já é Natal?
-Não, ainda não é Natal, Pedro!

17 de dez de 2008

uma segunda-feira

Na segunda-feira ela se formou no ensino fundamental, mas acho melhor dizer no 1º Grau.
Ela já vai ao Shopping sozinha, já faz compras e tem sonhos grandes.
Ela merece meus Parabéns!Ela também vai reclamar horrores da foto, bem feito quem mandou ficar envergonhada e não fazer aquela pose que sempre dá certo...

Na segunda-feira o Papai Noel, vestido de vovô chegou aqui, deixaram os meninos eufóricos e com presentes gigantescos.Cunhadinhos e meus meninos.

Na segunda-feira dormi mal demais e passei o dia todo com sensação de gripe. Curitiba anda assim, frio, calor de rachar, chuva e mais chuva.

Na segunda-feira acordei cansada mais muito feliz, essas felicidades que não tem uma razão só de ser.Afilhada querendo fazer a Madrinha dela virar o Rambo.

13 de dez de 2008

Bel, Nina, Sabrina e um P.S.

Quando eu comecei essa história de blogs, foi bem na brincadeira, foi pra comentar no Para Francisco, eu não queria ser uma anônima, queria ter um nome, e queria no caso de falar alguma besteira muito grande, que a dona do blog me puxasse as orelhas.
Ao mesmo tempo, eu tinha vontade de escrever uma história, que tem dois meninos como personagens, o nome já tinha e a história também, foi assim que comecei, não por aqui, mas lá no meu cantinho encantado. Aqui sou mulher, lá sou eu mãe, aqui eu sofro, dou risadas e me exponho. Lá conto as aventuras e o crescimento deles.
Na quinta-feira fui ao encontro da Bel, que no meu entender foi um reencontro, eu já a conhecia, já sabia onde suas mãos iam enquanto ela falava, já sabia o tom da voz dela, o perfume, o sorriso. E foi assim, que quando cheguei no lugar combinado eu já sabia que era ela e ela sabia que era eu. Foi um reencontro.
A quinta-feira começou tumultuada, corrido e com um choro preso(sei lá o por quê). Assim que abracei a Bel, o choro quase saiu, mas ficou lá preso, porque ali era apenas o começo, era tanta coisa que eu queria dizer a ela, o quanto sou grata por sentimentos que as vezes ela traduz em palavras, freqüento seu blog diariamente, vou lá e releeio textos muitas vezes me acho, ela sabe dizer o que sente, ela vai fundo e eu me identifico. Não falei nada disso, abri minha vida para ela, como se faz com uma velha amiga, aquela que nos acompanhou durante muito tempo e a gente fica algum tempo sem ver, ela contou a vida dela.Chegando em casa ao contar para o Maridones, do meu reencontro,chorei como criança, não conseguia parar, eu contando e chorando, o choro preso saiu solto.

Minha sexta-feira amanheceu de ressaca de choro. Olhos inchados e dor de cabeça. Mas feliz, imensamente feliz.
Depois do café da manhã chegou um pacotinho, vindo de terras distante, minha amiga secreta enfim se revelou, eu já sabia que era ela, eu queria que fosse ela.
Nina, uma menina-fada(porque as fadas são sempre meninas), que reservou um momento no seu dia para pensar em mim, que mandou uma caixa recheada de carinho.
Levei algum tempo para abrir a caixa, os meninos numa ansiedade infantil, e eu lá segurando aquela caixinha embalada em papel pardo, onde tinha escrito os nossos endereços com sua forte letra, quem conhece sabe, Nina é pequena no tamanho e imensa em força. Eu abraçada com aquele pacotinho cheio de saudades dela.Quando abri a caixa, tinha cheiro de Nina, um cheiro já conhecido, um cheiro de saudade e carinho. Abri o chorador novamente, namorei cada presentinho, não queria desmanchar nada, queria que tudo ficasse assim da maneira como ela arrumou.
Nina Obrigada!

Minha noite de quinta para sexta-feira, foi cheia de sonhos, sonhei muito e o tempo todo com uma só pessoa. Sabrina, minha amiga gaúcha, minha amiga maluquinha que escreve pra caramba, que tem uma vida louca e que eu conheço. Foi um sonho de reencontro de amigas de uma vida toda. Acordei com saudades dela. Chorei de saudades dela. Me pergunto: como pode eu gostar tanto de meninas que acabei de conhecer pela internet? Como pode eu ter tanto afeto por elas?

P.S.: Para ela que disse SIM dia 10. Pensei em você o dia todo e era essa música que me lembrava você.

12 de dez de 2008

Bel

Ontem acordei assim, com o choro preso, quando encontrei com ela, o choro quase saiu. Quando cheguei em casa, chorei como criança, contando pro maridones a alegria de tê-la encontrado.
Conto daqui a pouco mais detalhes. O dia de hoje, como o de ontem, está cheio de bons sentimentos.

10 de dez de 2008

Coisas de Natal

Essa aqui é uma árvore pequena que o Caio pediu para eu comprar. Ano passado ela fez sua grande estréia durante uma viagem no periodo de Natal. Montei ela no quarto do Hotel que estavámos hospedados. As cabecinhas de boneco de neve foi minha amiga-alma gêmea nas loucuras que fez, a Fernanda, que não faz mais, mas minha cunhada artista-linda e loura faz.Essa daqui é a oficial, fica na sala, é maior que o Pedro e do tamanho do Caio. Por tradição minha mesmo, enfeito minha casa no feriado do dia 15 de novembro, porque quanto antes eu monto mais tempo ela fica montada(óbvio!)Aqui são alguns detalhes novos que eu coloquei esse ano, vi a idéia aqui e achei muito jóia, original à beça, coloquei uns carrinhos dos meninos, escolhi alguns vermelhos e amarelos que é a cor que estou usando esse ano, dá um toque pessoal a árvore né? Esse bonequinho meu irmão Carlinhos, que já fez sua passagem, ganhou e desde então coloco na árvore.Esse aqui é um cantinho que tenho na estante, o presépio comprei nessas lojinhas de 1,99 quando o Caio era um bebê, acho que tinha um ano e meio, o Papai Noel comprei também numa loja de 1,99, a árvore de ferro é do Caio, ele já tem há uns dois anos, a botinha era da minha mãe, então com certeza tem mais de 15 anos, no fundo aparece uma árvore feita de pinha, pelas mãos da Nona(bisavó)dos meninos, não aparece mas tem um globo com o Papai Noel dentro que tem uns 7 anos.Esse é o Papai Noel que substitui minha tão sonhada guirlanda enorme, que um dia vou aprender a fazer, foi a sogrita que fez.Porta papel higiênico made in Sogrita de novo, exclusividade, esse só eu tenho, porque ela não fez mais...Esse daqui fica no vaso sanitário, é um fofo, minha sogrita vez pra mim já faz 7 anos, e ainda está novão, lavo a mão e depois coloco para secar na horizontal.E assim que ele fica com a tampa do vaso aberta.

9 de dez de 2008

Porque o sol tem que voltar a brilhar!

Ai meu Deus do Céu!!
Faaaaaaalei.
Faaaaaaalei que se eu tirasse a música o céu ia cair na minha cabeça.
Adivinha?
É, é isso mesmo. Chuva minhas(meus) caras colegas de trabalho.
Culpa de quem?
Minha!
hahahahah
Sei lá né?
Vou colocar uma aqui, que eu acho o máximo e o Marvin nem precisa apresentações.
Essa música eu imagino que o Maridones, na época que estavámos separados escutava e pensava em mim, sofrendo de saudades e amor(hehehehe), mas só imagino, porque Maridones só conheceu Marvin Gaye, depois, claro que apresentado por mim.
Salvei o Maridones do Asa de Águia e outras cositas mas!

8 de dez de 2008

Para Sabrina

Seguindo o conselho de Dra Sabrina, phd em artes da vida, resolvi encarar e trocar a música.
Vamos lá dançando com as mãos para cima.
" Sabrina Jung disse...
Então troca para "It's rainning man, aleluia!",hehehehe...
Depois de um longo jantar aqui em casa, finalmente tô na caminha...Soninhoooo....
Bjimmmmm...

7 de Dezembro de 2008 02:10
"(só para vocês entenderem!)

Continua sol aqui na minha terra.

6 de dez de 2008

Conclusão da Semana!

Estou com medo de trocar de música(here comes the sun) e o céu cair na minha cabeça! hahahahah

3 de dez de 2008

Cris Guerra

Olha só o que eu achei nas minhas andanças pela iternet,Criativa para quem gosta dela assim como eu.

1 de dez de 2008

Domingo


Fez sol o dia todo!
Hoje, segunda-feira, amanheceu lindão.
Agora as 17:00, têm uma chuva que parece de verão, cheia de barulhos.
Pra ser sincera eu gosto assim, mas é que anda demais viu, até limo tô criando entre os dedos:)Para Carol, que ficou na dúvida e estava certíssima!