18 de mai de 2011

por onde anda MEU jeans perfeito

Assunto velho.
Assunto muito velho, eu e meu eterno dilema em encontrar um jeans.
Sinceramente eu sempre achei que fosse pouco exigente, que bastava o jeans me vestir e estava de bom tamanho, mas é uma mentira, eu sempre vivi numa farsa, o que acontecia é que antes, minha bunda não era tão grande e o/a cós das calças eram na cintura ou um pouco abaixo delas, não no meio do quadril.
Sai dia desses, determinada a gastar uns bons reais em duas calças e com um sonho na cabeça, daí já sabe né? Prejudica todo o processo.
Lá pelo ano 1.900 os jeans eram tecidos grosso e pesados, duradouros, tinham cores de jeans e era um sucesso ter um stone walshed(istôni uóxi).
Saí de casa preparada para encontrar meu sonho, duas calças com a cintura um pouco abaixo da cintura - isso me fez lembrar uma histórinha...divagando... uma vez eu estava em uma loja só escutando a conversa alheia, e uma menina disse bem assim com as mãos em volta do quadril: "minha cintura tá tão larrrrga..." - com bolsos no tamanho de antigamente e no lugar, que para mim é em cima do bumbum, um blue jeans(blú dins) e outro stone walshed e skinni(isquini) do jeitinho certo...
Anda para cá, vai para lá(detalhe, sempre carregando os filhos junto), entra na lojinha, entra no lojão, olha a vitrine que parece que a qualquer momento alguem vira me cobrar uns trocos por estar olhando aquelas belezuras com preços de quase 4 digitos...
Chora, come no B.King, fica com a barriga do tamanho do mundo e pensa que agora sim, nada mais servirá.
Ligo para Maridones, chorando que não acho a calça dos sonhos e peço com beicinho(truque?)para ele ir comigo no shopping,não qualquer um, mas aquele XÓPIS que tem gente bonita e parece todo mundo desfilando na féxiu uiki, porque lá sim eu acharei meu jeans dos sonhos.
Encontro o jeans??
É claro que não, na verdade eu até encontrei, mas não estava disposta a pagar pela belezura o preço(irghhhh) de uma geladeira. Cidadãos e Cidadonas, help me, me digam só é um sonho ou existe um jeans com jeito de jeans???

7 de mai de 2011

viaja meu bem, viaja

O ano eu não lembro, só lembro a década e eu ja era menina grande, do tipo que mentia para o namorado que tinha que estudar matemática e corria pra casa brincar de boneca.
Beijar na boca que nada, o lance era brincar de casinha com a boneca e a chuquinha recém saida da caixa, com cheirinho de bebê e tudo.
Naquele tempo a gente se conectava com o mundo além da rua de casa, via tv.
Eu assistia a tudo, armação ilimitada, super cine, viva a noite e novelinhas das 7, brincava na rua até a novela das 8 acabar, mas isso era apenas no sábado porque durante a semana minha mãe não deixava ficar na rua mais tarde do que 6 e meia, e parece que todas as mães tinham combinado a mesma coisa.
Durante a semana a gente não via uma viva alma depois que anoitecesse. Regras. E toda criança com bom senso e a cabecinha no lugar ou apenas com medo de levar uma boa surra, entrava antes que anoitecesse e a luz do poste acendesse. Bons tempos, com muitas regras.
Namorar? Só depois de 15 anos, claro que a gente namorava antes, mas oficialmente com namorado em casa, só depois dos 15.
Comprar roupas de marca/grife? Só depois que já trabalhasse fora, aliás na minha época, todo mundo ajudava em casa, meninos e meninas com mesmas função no lar.
A gente também chamava a mãe de senhora e as vizinhas de dona até que elas nos permitissem chama-lás de tia ou algo do gênero.
Todos nós, todos mesmo, ajudavámos as tias ou donas a carregar as sacolas pesadas. Davámos lugar para os mais velhos, mesmo que não fossem tão velhos.
Andavámos em grupos no meio da rua, porque naquela época nem tinha tanto carro e a rua era praticamente para bicicletas e pessoas.
Jogavamos volei e futebol na rua, saindo muito de vez em quando, quando passava um carro(ô coisa rara!).
Todo mundo tinha um cachorro, que sempre era de raça desconhecida/vira-lata, os únicos cachorros de raça que conheciamos eram o pastor alemão, doberman, fila e a Lassie(collie).
Nesta época eu me emocionava com o Benji, nas suas arriscadas aventuras.
Telefone??? Era o orelhão da esquina que funcionava na base das fichas(caiu a ficha??). Aqui em Curitiba era azul o orelhão e o telefone era vermelho. Quer saber? O danado funcionava que era uma beleza.
Melissa era o presente de natal favorito.
Ganhava roupa somente no natal ou quando tinha alguma festa especial.
Começo de ano era uma alegria só. Cadernos encapados com papel tigre e plástico transparente, etiqueta batida a máquina(!!!), recortes de gibi para alegrar a capa e réguas de brinde da papelaria.
Sonho de consumo?? Jaqueta jeans ou tênis tipo yate que foi um mega lançamento da Rainha.





Filme favorito? Nos Tempos da Brilhantina, absoluto.
Música favorita? Sem essa, tudo era muito, mas muito bom mesmo, até samba enredo de escola cariora(sem preconceito, ainda sacolejo toda ouvindo os isqidum-dum-dum).
E as férias? Coisa boa, todo mundo sem horário, ficando na rua até mais tarde, calor, shorts feito de calça jeans cortada, camisetas fluorescentes e tênis sem meias. Andar descalço, correr sem parar, subir em árvore, montar balanço, soltar o cachorro na brincadeira de pega, comer bolinho de chuva sem chuva, tomar banho de chuva, cantar/gritar Metrô, Tim Maia e Sandra Sá,Sempre Livre, Legião Urbana, Ultraje a Rigor, Barão Vermelho...
Vou ali e já volto, vou continuar a viagem...


23 de fev de 2011

para você que gosta de navegar no "saiti"

Dias de loucuras, sarei bem de minha perebas, já estou pronta para não adoecer mais, porque fiquei muito chata e não quero mais brincar disso.
No trabalho vai tudo bem e na minha vida acadêmica também.
Meninos correndo, crescendo e descobrindo novos horizontes.
Hoje lendo o globo.com, passeio por lá, leio de tudo, inclusive resumo de novelas que não assisto, vi isso e resolvi compartilhar, não porque é bom, mas porque me fez rir demais!

8 de fev de 2011

em casa

Desde quinta-feira passada meu corpo não acompanha minha cabeça, ando numa moleza, num mal-estar com dor em tudo.
Estou de atestado em casa com uma gripe sinistra(que graças a Deus não é a H1N1), o que particularmente eu acho muito bom e muito ruim.
Meninos já começaram as aulas, acordo cedo para ajeitá-los tentando ter a maior animação, mas quem disse que ela vem? A única vontade que tenho e de ficar na cama ou no máximo deitada no sofá. Esse é o lado ruim, esse desanimo que toma conta de mim.
O lado bom? É reunir forças e preparar o almoço para meus meninos(maridones incluso). Uma delicia.
Eu gosto de trabalhar sabe? Mas sinto muita falta de ficar com os meus. De sentar sem estar exausta, para ajudá-los com a tarefa de casa. Olhá-los sem pressa. Porque durante a semana a rotina é violenta.
Amanhã se tudo estiver melhor volto a minha rotina, e sabe de uma coisa? Já estava com saudades...

3 de nov de 2010

rapidinhas da dona pressa


...Coloquei unhas de gel. Sei lá,maridones sempre quis unhas grandes em mim, mas eu uma roedora, não deixava. Agora descobri o esmaltes e minha predileção pelas cores "nudes"
...Achei o meu lugar no mundo, ele tem nome e só de pensar nele me dá aquele friozinho na barriga, quero sempre voltar para lá.
... Estou aprendendo a nadar, e toda vez que acho que vou me afogar, penso que sou uma baleia, porque elas sim sabem o que é bom.
... aprendi a andar de bicicleta sem rodinhas! Acreditem, eu não sabia pedalar, agora já estou pensando na Tour de France.
... Casei de papel passado com o maridones, agora eu sou ligitimamente a senhora Maridones.

3 de out de 2010

hoje

Dia de votação, quer dizer no meu caso particular, indignação.
Sempre adorei votar, acompanhar os candidatos que voto, fico de olho mesmo, quase escrevo pedindo satisfação, mas hoje não deu.
Do caminho da minha casa até a escola onde voto, uma sujeira horrível, coisa que já me deixou o dia azedinho.
Ontem a noite fazendo uma nova analise dos candidatos, fiquei sem voto, quase todos em branco(não me acho menos politizada por isso), e uma revolta por não ter opção, opção séria.
Na hora do voto quase uma hora na fila, organização? Sei lá, só sei que tinha uma seção que o povo ficava chamando os eleitores porque nem fila tinha...

Ando com um humor azedo, dificil e quase impossível de se traduzir.
Sei que passa.
Volto aqui bem em breve para contar minhas novidades.

15 de jul de 2010

Quando a sanidade bate um papo comigo

ok,ok...
Não queria reclamar aqui, mas vou, preciso desabafar mesmo, me jogue a primeira pedra quem nunca pensou assim...
Não quero menstruar nunca mais, chega, cansei, entreguei os bets(hã?), pendurei as chuteiras! Demais a mais já fiz a minha parte.
Não quero mais ter nauseas de vômito, nunca mais, daquele negócio ardido que vem subindo e engrossando a saliva, não quero e pronto!
Não quero mais ter ataques de loucuras, braveza e raiva, daqueles que sobra para todo mundo e inclusive pros meninos, chega! Cansei e não agüento mais!
Não quero ter vergonha de cantar "embromeichon", tudo bem erradinho mas com uma sonoridade linda de se ouvir.
Chega cansei e quem quiser que me acompanhe.

15 de jun de 2010

yeah! nós temos bananas

Falando sério eu comigo mesma, dá pra levar a sério a seleção brasileira de futebol?
*-*
Com vergoinha:
Não tenho fotos com meu cabelo novo e hoje ele tá um nojo, se lembrar bato retrato amanhã e mostro.

14 de jun de 2010

amanhã: jogo do Brasil-il-il...

e aproveitar a folguinha no trabalho para arrumar essa casinha aqui e me mostrar de cabelo novo:)

16 de abr de 2010

A-RÁ!Não contavam com minha astúcia...

... Eu hein?
Quanto tempo não venho aqui e querem saber? Eu não lembrava minha senha hahahahahah
Sonia é doidinha, maluquinha e agora também esquecidinha, eu ME mereço!
Vou fingir que estava vindo sempre...
No mês de março, depois de passar o mês de fevereiro inventando moda com as paredes externas da casa, resolvi fazer moda com os móveis da casa e sabe o que aconteceu?
Não conto mostro: era assim, repara só no furinho que o Caio fez... olha só, chinelo com meia... e no final das contas ficou assim.

22 de fev de 2010

... eu sou tão moderninha!

Viu isso?
Se não está afim de ver tudo, porque não gosta da Pink(eu adoro!), vai até os 03:20(aproximadamente) e veja o que espetáculo!
caso não consiga ver aqui veja por aqui, clique aqui

17 de fev de 2010

O dia que eu subi no telhado!

Começamos nessa loucura(porque gente, é loucura mesmo) de pintar o externo da casa, deixar tudo bem branquiho, já que ainda moramos de aluguel e não dá para encarar um laranja, mas quem sabe um dia... Então, era um tal de lixa, varre, limpa, pinta, passa massa, lixa de novo, limpa, pinta... Maridones mega empolgado feliz da vida no solzão, e eu lá presa no metrinho quadrado do quarto dos meninos(pintando, lixando, limpando...) e eu pensando, como é que ele pode estar tão feliz, nesse sufoco de calor? De repente maridones me chama para uma mega missão: Subir no telhado! Só que não era um telhadão, era telha transparente, dessas telhas de plástico, lá fui eu toda corajosa, toda faceira pintar a parte mais alta da parede!
Caio lá embaixo na torcida secreta de ter um lance legal para mandar pras Vídeos Cassetadas, fotografou mamãe feliz!

1 de fev de 2010

Quer saber por onde andei?

-NÃO??????
então não veja...Mini-mini férias de 5 dias em Caiobá-PR - meus meninos bem cedinho já na água, e para falar a verdade tenho quase certeza que são peixinhos.

26 de jan de 2010

Soninha, quebra o coco, cai da escada e arrebenta a sapucaía!

Quebrei o coco, não caí da escada e não arrebentei a sapucaía, mas só não arrebentei porque não sei o que é!
A Cris cortou o cabelo no mesmo corte que eu e para provar veja a foto:Não tem de frente, porque sai com cara de louca(e como sabem eu não sou!)
Sabadão fui a um casamento em Joinville mas dessa vez fui super organizada e não esqueci nadica de nada, levei tudo o que precisava e um pouquinho mais, foi tranquilo, lindo e gostoso, meus bebês estavam super elegantes(gostosura mesmo!).
Vejam só:Pedro só foi ao casamento para comer o bolo, aqui ele já estava sem gravata.Caio correu tanto que ao final da noite estava todo molhado de suor.Eu fingindo que peguei o buquê<>.Os meus.Nunca vi uma noiva tão risonha, e ela ficou assim a noite inteira - Ludmila




18 de jan de 2010

da série - quem não chora não mama...

MARIDONES ME DÁ UM DESSE? - enquanto isso na minha conta bancária... -
Desfile da Colcci SPFW 17/01/10(Sonha dona Sonia que é de graça!)

11 de jan de 2010

balanço 2009!

*Comecei a trabalhar fora e não gostei nadica de nada disso, mas passado um tempo eu já não estranho mais sair cedo para ganhar o pão de cada dia, me divirto no trabalho mais chato e estressante do mundo, tenho as colegas de trabalho mais malucas do mundo e uma adulta responsável(gerente)maneira, também faço minhas preces todos os dia para Nossa Senhora da Inoperância pra que o sistema caia.
*Ganhei uma máquina de gostura maravilinda, que nem tive tempo ainda de aprender a usar, mas que me enche de alegria só de olhar para ela. Aprendi a fazer fuxicos e criei um amor incondicional por linhas, tecidos e tudo que se relaciona as artes manuais.
*Cortei o cabelo, acho que no comprimento mais curto que já tive na idade adulta, e estou adorando!
*Contratei uma secretária do lar, que não faz tudo do jeito que gosto e nem do jeito que faço, mas se vira bem com os meninos e me deixa tranquila.
*Me despedi de uma pessoa querida, e só caiu a ficha dias depois quando vi uma foto da gente junto, chorei feito bebê e não deixei ninguém ver.
*Tive medo da gripe suina, temi pelos meus e não por mim(ou seria mais certo dizer, temi por mim pelo medo de perder os meus?).
*Assisti Harry Potter com os meninos e devorei o último livro da série.
*Assisti Crespúsculo e gostei, li Crespúsculo e me apaixonei por Edward, agora eu assino "Sonia Cullen", assisti Lua Nova(encontrei com a Lúcia na fila do Cinema e ela é tão linda!) com a familia, sobrinha e afilhada, li Lua Nova, Eclipse e Amanhecer, virei adolescente e ponto.*Não fui para Florianópolis de férias.
*cansei de escrever essa lista chata

7 de jan de 2010

O QUÊ?????? JÁ????

Senhoras e senhores!
Respeitável público!
Ladys e gentlemans!

Eu volto e quando voltar será para ficar.

Aguarde, cheia de novidades, idéias e sonhos.

11 de nov de 2009

Quanto custa?

Hey Baby!
Quer ganhar um cremitcho do bom(do bom mesmo!) e muitos sorrisos?
A Lady Fiona está com uma promoção lá no super blog dela.
Corre lá conhece(as risadas, considerações e reflexões) e participa.
Veja as instruções na postagem do dia 10 de novembro.
*_*

Aproveitando...
... Já ouviu a expressão "bom pra cachorro"?
Um super beijo bom pra cachorros pra todas.eu e Thor(cachorrinho da Amanda), num momento só nosso...

10 de nov de 2009

a primeira vez a gente nunca esquece

sou muito reclamona.
reclamo de tudo, reclamo do quarto muito claro, do quarto muito escuro, da meia luz que fica no quarto quando amanhece, da claridade que entra pela porta entre aberta.
reclamo do meu cabelo sujo, do cabelo limpo, do cabelo mau humorado, do cabelo que tem um humor que só ele entende...
reclamo do ônibus que demora, do ônibus que passou no horário e eu perdi, do ônibus que deu uma freada brusca, da campanhia do ônibus que faz um barulho irritante, do movimento na rua...
sou uma reclamona de carteirinha.
já pensei em ter um quarto sem cortinas ou quem sabe sem janelas
já pensei em raspar a cabeça
já pensei em ter um cavalo chamado Nicodemos
quando eu já havia desistido para sempre de tentar ver algo em livros ou filmes 3Ds, eis que acontece.
MENINAS EU VI E LHES CONTO!ou apenas mostro mesmo!

5 de nov de 2009

Campanha e Promoção(pra mocinha também!)

Feche o blog e abra um livro!
Nina sugeriu, eu acatei!(mas vou continuar lendo muito blog também heheheh)

A Renata do blog Vem Ni Mim Lili Demorada, lançou uma promoção para comemorar o 1º aniversário do blog, ela estará sorteando 3 exemplares do livro dela, para os leitores que comentarem no Post do dia 04 de novembro, o sorteio será no dia 18 de novembro.
Para conhecer um pouco:
"Vem ni mim lili demorada, é um jargão usado na cadeia que significa "Vem pra mim liberdade demorada". Este livro é mais do que uma história verídica de uma cidadã comum que da noite para o dia vê sua vida ruir quando é levada, presa, a uma penitenciária feminina sob acusação de formação de quadrilha. Ele fala de sentimentos. Do amor incondicional como o que ela, Renata, tem pelo filho, de amizade, de companheirismo, e também de perdas. Mostra o quanto nada somos diante do que o destino nos reserva e de como podemos ser tudo, quando temos fé, família, amigos e a certeza de sermos do bem. Detalha com requinte a rotina das mulheres num presídio feminino. Levanta a falta de amor e de sinceridade nas relações humanas do lado de fora do cárcere, e explicita o inacreditável companheirismo entre pessoas estranhas, lá dentro. Sentimentos confusos que se transformam em pura força e determinação."

4 de nov de 2009

Quem é vivo sempre aparece-

-da série os medos que eu tinha.
Quando eu era menina pequena eu morria de medo de fantasma, tinha horror e só de pensar eu via os danados.
Quando eu era menina pequena(vou repetir isso o tempo todo), minha pequena casa foi assaltada, eu era bem pequena, meu irmã mais velho foi me buscar na escola(que nessa época era longe, muito longe - hoje em dia ela é só a uma quadra.) e me falou o que havia acontecido, que haviam levado televisão, roupas e um monte de coisas importante apenas para minha família, e eu ficava perguntando para meu irmão: "tem certeza que não tem nenhuma bruxa?", tudo bem levar a tv, mas já imaginou uma bruxona e um fantasma me esperando? Dezôlivre!
Quando eu era menina, eu tenho/tinha certeza, que tem/tinha um monte de espiritos por aí, olha só, não é nem questão de religião e outras coisitas mais, é/era coisa da minha cabeça mesmo. E eu via os danados, nunca me fizeram mal e me davam uma certa paz, mas que eu tinha/tenho medo deles eu tenho/tinha...
Quando eu era menina pequena, vi meu primeiro ser morto , era uma senhora de cabelos grisalhos(aquele tipo de preto e branco que hoje em dia a gente nem vê mais em mulher...), ela estava vestida de uma mortalha preta e roxa e tinha algodão no nariz, o fato dela estar morta já me metia medo pra caramba, mas falando sério, precisava por algodão no nariz? Primeiro serial-pesadelos da minha vida.
Quando eu era menina pequena, toda noite aparecia monstros horrorosos causados por sombras da bagunça dos brinquedos, fiquei psicótica e antes dos meninos dormirem eles têm que por tudo em ordem, meu quarto também ganha uma geral. Dezôlivre encontrar com aqueles monstros de novo.

23 de out de 2009

Terezinha

Ontem, escutei de uma maneira diferente uma música antiga, que já me fez rir muito e agora me fez chorar.

Terezinha
Maria Bethânia
Composição: Chico Buarque
O primeiro me chegou como quem vem do florista
Trouxe um bicho de pelúcia, trouxe um broche de ametista
Me contou suas viagens e as vantagens que ele tinha
Me mostrou o seu relógio, me chamava de rainha
Me encontrou tão desarmada que tocou meu coração
Mas não me negava nada, e assustada, eu disse não
O segundo me chegou como quem chega do bar
Trouxe um litro de aguardente tão amarga de tragar
Indagou o meu passado e cheirou minha comida
Vasculhou minha gaveta me chamava de perdida
Me encontrou tão desarmada que arranhou meu coração
Mas não me entregava nada, e assustada, eu disse não
O terceiro me chegou como quem chega do nada
Ele não me trouxe nada também nada perguntou
Mal sei como ele se chama mas entendo o que ele quer
Se deitou na minha cama e me chama de mulher
Foi chegando sorrateiro e antes que eu dissesse não
Se instalou feito um posseiro dentro do meu coração

21 de out de 2009

Em crise e do que gostei.

Quando eu comecei a trabalhar fora novamente, eu juro que fui a pessoa mais ingênua da fase da terra. Eu juro que achei que a mudança que minha vida teria, seria mínima, afinal eu só iria trabalhar 6 horas por dia...
Eu não consigo mais, fazer nada por mim e nem para mim, vivo em função da casa(almoço, roupas, limpeza e todos os etecéteras possíveis), filhos e trabalho. Eu quero minha humilde vida de dona de casa novamente!
Sei que vivemos em um país em crise e abençoado é o ser que tem emprego e casa para morar, mas veja bem, eu me quero de volta, eu precido de mim um pouquinho, eu preciso me sentir dona da minha vida(ô o drama!).
Deixando o meu lado Maria do Bairro de lado...
Sábado fui a Livraria e comprei um livrinho pequeno para ler e me distrair, enquanto eu não ia na casa da sobrinha para pegar Eclipse e Amanhecer emprestado, o livro escolhido foi da Marilia Gabriela - Eu Que Amava Tanto, gostei do livro, bem fácil de ler e cheio de drama(ando gostando tanto disso...), mas é fininho e numa sentada li o livro todo. Recomendo.
No dia 10 de outubro fui ao teatro ver uma peça de um colega de trabalho, a peça se chama Bilhetes e estará em cartaz novamente durante o Festival de Teatro de Curitiba. Recomendo muito também.
No dia 12, dia das crianças, que para mim é sinônimo de teatro, lá fomos nós de novo ao teatro, e veja bem a surpresa que tomei na bilheteria, o ingresso custava apenas R$2,00, isso mesmo, dois "realzinho" e a peça uma delicia de se ver, saí de lá com a impressão que é para adultos tamanha viagem me proporcionou, o nome da peça? Memórias do Palhaço Amoroso, meninos empolgaram-se tanto que, se ainda estiver em cartaz, eles querem ver novamente! Recomento³ mesmo!
Olha o Amoroso e a Sônia gente!(amei ter uma palhacinha com meu nome!)(lembre-se de quando for ao teatro e quiser fotografar a peça, tirar o flash da máquina!)

8 de out de 2009

Momento mocinha!

Voltando da escola dos meninos, passo por um jardim com uma árvore enorme, de repente começa a ventar, aquele vento louco que acaba com qualquer cabelo, e vem uma chuva deliciosa de folhas e mini-flores, e eu ali no meio daquela cena de fim de filme, fiquei parada e rindo, e sentindo uma pena incrível de não estar com a câmera fotográfica...

7 de out de 2009

Nada consta

Está decidido!
Eu realmente não gosto de greve.


Sexta feira passada(dia 02) foi aniversário de 68 anos do meu paidrasto, eu estava no fim dos antibioticos para curar minha sinusite, neste ano a Carlinha não veio a Curitiba, e olha que, se dessa vez ela tivesse vindo, não estava chovendo e eu não estava com febre... Mas o fato foi que este ano, ela não veio.Tem a Bia que ficou escondidinha atrás do Thiago, mas estão todos aí.

Agora falando um pouco de música, ando mexida demais com duas:

Presta bem atenção na filha da Madonna(Lourdes Maria).

29 de set de 2009

Quando nada acontece...

... Eu crio o que acontecer.

Feliz, porque depois de 10 dias fora maridones voltou me amando ainda.
Feliz, porque na sexta-feira cortei os cabelos.
Feliz, porque na quarta-feira chegou meu vestido lindo, novo e cinza.
Feliz, porque com um pouco mais de 1 mês e meio de trabalho estou em greve:)

20 de set de 2009

Os 7 Pecados Capitais

Recebi da princesa Cris Fiona de Bourbon, e vi também lá na Marcinha e fiquei bem animadinha pra responder.

1) Gula: consiste em comer além do necessário e a toda hora;
2) Avareza: é a cobiça de bens materiais e dinheiro;
3) Inveja: desejar atributos, status, posse e habilidades de outra pessoa;
4) Ira: é a junção dos sentimentos de raiva, ódio, rancor, que são incontroláveis.
5) Soberba: é caracterizado pela falta de humildade de uma pessoa, alguém que se acha auto-suficiente;
6) Luxúria: apego aos prazeres carnais;
7) Preguiça: aversão a qualquer tipo de trabalho ou esforço físico.

Regras: Passar para 8 blogs e avisar e linkar os blogs escolhidos -se houvesse desobediência nos pecados...- .
Publicar suas respostas no blog.

1) Gula: bem simples e básico, gosto de comida, qualquer uma e que de preferência não seja feita por mim, então se me convidarem para almoçar já ficam avisadas, eu como muito(mas muito mesmo!)
2) Avareza: de épocas em épocas o espirito de uma tal Nonô Correia bate a minha porta, daí minha filha, atravesso o oceano com um "sonrisal" na mão e ele fica intacto.
3) Inveja: da vida corrida que eu tinha, hoje, trabalhando fora e em casa, morro de vontade de voltar aos 8 anos que fiquei mãe e dona de casa, morro de inveja de quem pode fazer isso.
4) Ira: tirando a TPM, que fico "desarmada e perigosa", odeio quando usam minha caneca rosa de café.
5) Soberba: Ôba, até que enfim viu? Não sou soberba não, sou PERFEITA hahahahahah
6) Luxúria: tem "dimenor" lendo isso? Gosto muito disso viu?
7) Preguiça: Tenho muita preguiça de gente burra, mas burra no sentido prático da vida sabe? Tenho preguiça e ira...
Quem quiser fazer, faz e me chama para ver ok?