19 de ago de 2008

Punk/Dark

Minha adolescência foi muito massa.
Vivi tudo com muita intensidade, mas não fui neurótica com a fase, nem entrei em guerra comigo mesmo. Nessa fase aprendi a gostar de política, coisa que gosto até hoje, aprendi a beijar na boca, a ser amigona e aprendi a reconhecer boa música.
Mas é claro, que tive fases de total vergonha e fase negra.
Hoje vou falar da minha fase punk/dark.
Na verdade essa fase durou pouquissímo, porque eu gostava(e ainda gosto) muito de cores e usar só preto pra mim não era uma opção.
Mas foi uma fase muito rica musicalmente falando, porque ainda gosto do tipo de música que ouvia na década de 80, e acho o som dos anos 2.000 um saco, com algumas exceções, é claro.
Quem era adolescente, criança ou quase adulto, vai lembrar de algumas coisas, eu esqueci nome de bandas e nomes de músicas, mas sei cantar(com minha voz "maravilhosa") alguns pedaços. Mas não vou torturar ninguém.
Conheci o The Cure com Boys Don't Cry, Replicantes com Surfista Calhorda, Ira com Envelheço na Cidade e Plebe Rude com Até Quando Esperar. Como eu falei tem tantas outras bandas que não consigo lembrar o nome nem o nome da música, mas sei a letra que é uma beleza... Claro que o punk que eu escutava era um punk de ordem, era um punk mais arrumadinho, porque na mesma década de 80 lembro de escutar Ratos do Porão e achar feio e sujo, mas que depois na década de 90 fui a um Show da banda e achei engraçado e bizarro. Dancei à beça e falei muito palavrão... Coisas dos meus 18 anos.
Escutei muito The Clash e um pouco de Sex Pistols sem entender coisa alguma da letra, apenas ia na melodia.
Depois da fase punk/dark houve um "movimento" que se chamava gótico, no qual eu também não me encaixava, tinha um lance com cemitérios a noite(morro de medo de dia, imagina de noite!), então não entrei em nenhuma turma específica, a turma que já era a minha gostava de tudo, até do Air Supplay(!) que eu amo(pausa pra ficar vermelha).
A década de 80 foi muito massa mesmo.
Não sinto vontade de voltar pra lá, porque eu usei umas das modas mais feias que já existiu, usei laço da "viúva Porcina", usei calça fuseaux de lycra nas cores mais berrantes, usei camisetas e biquinis nas cores néons, tipo camiseta com bateria, que parece que você está acesso uma loucura mesmo, graças ao bom Deus, quase não tenho fotos dessa época!

3 comentários:

Monique Lôbo disse...

Adorei o seu post,eu nasci no final dos anos oitenta tudo que conheço dessa decada é porque procurei,ou assisti na tv ( com essa volta de tudo que era dos anos 80,virou febre).Eu ouvi algumas musicas do The Cure na Mtv,mas não conheço nada de consistente da banda,dos Replicantes só conheço um pouquinho do trabalho do Wander Wildner,apesar de gostar muito de várias bandas sulistas,o Ira eu conheci atraves desse acustico Mtv,e adorei, que pena que não estão mais juntos,o Nazi e o Edgard são muito foda (perdão pelo palavrão),do th clash também conheci algumas músicas e gostei bastante, e sex pistols eu vi um prograama sobre a biografia da banda, gostei de algumas musicas,de várias,eram muito fortes,meio sujos,hum,meio nojentinhos,rsrsrs,mas eram muito imponentes.
Adoro viajar pelo tempo atraves da musica,não tem caona melhor,agora estou numa pegada anos 50 e 60,e estou adorando conhecer sobre aquela epoca,como adorei conhecer um pouquinho dos anos 80 aqui.
Sobre as roupas,vou dizer uma frase que li:
A decada de oitenta pra moda foi a década perdida!rsrsrs!!
Bjusssssssss

Carlinha disse...

Adoraria ver uma foto sua dessa época!
Mamãe Sônia Dark? Ia ser demais!

Amanda Marina ♥ disse...

Nome estranho, nome estranho e nome estranho hahaha
Só conheço o "The Cure" porque minha amiga tava escutando esses dias...Ahh, e Boys don´t cry é uma musica "Mamonas Assasinas" né?!

Beijos*